twitter


Surdos no Brasil

O Brasil possui 5,7 milhões de pessoas com deficiência auditiva ou surdez

*Segundo o IBGE no senso 2000, 24,5 milhões de brasileiros apresentam algum tipo de deficiência, sendo 14,5% da população total.

• Dentre eles, 4,6 milhões possuem deficiência auditiva e 1,1 milhão são surdas, totalizando aproximadamente 5,7 milhões de pessoas.

Conceito e Classificação da Deficiência Auditiva

Denomina-se deficiência auditiva a diminuição da capacidade de percepção normal dos sons, sendo considerado surdo o indivíduo cuja audição não é funcional na vida comum, e parcialmente surdo, aquele cuja audição, ainda que deficiente, é funcional com ou sem prótese auditiva. 

Pelo menos uma em cada mil crianças nasce profundamente surda. Muitas pessoas desenvolvem problemas auditivos ao longo da vida, por causa de acidentes ou doenças. 

Existem dois tipos principais de problemas auditivos. O primeiro afeta o ouvido externo ou médio e provoca dificuldades auditivas "condutivas" (também denominadas de "transmissão"), normalmente tratáveis e curáveis. O outro tipo envolve o ouvido interno ou o nervo auditivo. Chama-se surdez neurossensorial. 

A deficiência auditiva pode ser classificada como deficiência de transmissão, quando o problema se localiza no ouvido externo ou médio (nesse caso, o prognóstico costuma ser excelente); mista, quando o problema se localiza no ouvido médio e interno, e sensorioneural (neurossensorial), quando se origina no ouvido interno e no nervo auditivo. Infelizmente, esse tipo de surdez em geral é irreversível. A surdez condutiva faz perder o volume sonoro: é como tentar entender alguém que fala muito baixo ou está muito longe. A surdez neurossensorial corta o volume sonoro e também distorce os sons. Essa interpretação descoordenada de sons é um sintoma típico de doenças do ouvido interno. 

Fonte: Deficiência Auditiva / organizado por  Giuseppe Rinaldi et al. - Brasília: SEESP, 1997.  VI. - (série Atualidades Pedagógicas; n. 4)  MEC

Causas da Surdez

Pode ser transmitida geneticamente ao bebê ainda na gestação, por infecções como rubéola, sarampo, ou doenças (diabetes, doença cardiovascular), traumas, ingestão de medicamentos, ácool ou drogas, incompatibilidade sanguínea entre o feto e a mãe ou falta de alimentação.

Como consequência pode aparecer uma malformação ou um mau funcionamento no sistema auditivo do feto, que pode manifestar-se até aos 3 anos de idade.

Pode também ser provocada por um parto prematuro ou por má circulação do sangue, problemas com a anestesia ou traumatismos obstétricos.

Na criança, o risco de surdez também está ligado à hereditariedade ou a complicações de saúde, tais como infecções (meningite, otite, encefalite, hepatite, varicela, sarampo, papeira, malária), doenças, traumatismos cranianos ou aústicos ou medicação ototóxicos (alguns antibióticos, como a estreptomicina, a gentamicina, drogas usadas na quimioterapia).

Já na idade adulta, a surdez ocorre em vítimas de acidentes de trânsito ou de trabalho.

Graus de Surdez

- Leve – entre 20 e 40 dB
- Média – entre 40 e 70 dB
- Severa – entre 70 e 90 dB
- Profunda – mais de 90 dB
• 1º Grau: 90 dB
• 2º Grau: entre 90 e 100 dB
• 3º Grau: mais de 100 dB

Mais informações censitárias sobre os surdos no Brasil, baixe o arquivo:

•Censo IBGE 2000 - Dados sobre os surdos - Baixe o arquivo


MEC Livro Surdez - Libras


  
Antônio Campos de Abreu
fonte: notisurdos.com.br





Dias : 18 Mai 2011 até 21 Mai 2011
Localização: Centro de Exposições Imigrantes Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 - São Paulo-SP
A EDUCAR, maior feira internacional de educação da America Latina, reunirá durante quatro dias mais de 100 expositores de produtos e serviços ligados ao dia a dia da escola.

Nesta oportunidade você encontrará: sistemas de ensino, brinquedos pedagógicos, lousas interativas, softwares educacionais, laboratórios, tecnologia, alimentação escolar, transporte, revistas especializadas, móveis escolares e muitos outros segmentos.


Jogos Educativos em LIBRAS

jogos librashttp://www.educajogos.com.br/jogos-educativos/alfabetizacao/consoantes-libras/



jogos em libras2
http://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?id=52
jogos em libras3
http://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?id=63
jogos em libras4
http://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?id=62
jogos em libras5
http://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?id=61
jogos em libras6
http://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?id=60
jogos em libras7
http://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?id=58
jogos em libras8
http://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?id=57
jogos em libras9
http://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?id=56
jogos em libras10
http://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?id=55
jogos em libras11
http://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?id=70
jogos em libras12
http://www.librasnet.com/jogo.html
jogos em libras13http://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?id=64
jogos em libras14
http://www.librasnet.com/frases.html


Nos dias 24 e 25 de julho a Rimel Produções estará filmando o curta-metragem “O Caso Libras”. O filme trata da história de um casal de surdos que discute dentro de um ônibus pela linguagem dos sinais. Apesar de estarem rodeados de pessoas, ninguém sabe ao certo por que o casal discute tanto. "O Caso Libras" trata de forma bem-humorada sobre o poder da linguagem de libras contando com um final inesperado que surpreende a todos.

Escrito por Melise Maia e Clara Deak, o curta conta com direção de Melise Maia e Produção de Anderson Muller, Letícia Tórgo e Lara Velho. No elenco já estão confirmados Ernesto Piccollo e André Ramiro (Tropa de Elite), entre outros. Em breve traremos novas informações sobre "O Caso Libras".


O profissional Intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras), bem como qualquer outro intérprete, precisa ter o domínio dos sinais e principalmente da língua falada do seu país, no nosso caso, o Português, pois há diversas situações nas quais são necessárias as duas.
Realizar a interpretação da língua falada para a língua sinalizada e vice-versa observando os seguintes preceitos éticos:
a) confiabilidade (sigilo profissional);
b) imparcialidade (o intérprete deve ser neutro e não interferir com opiniões próprias);
c) discrição (o intérprete deve estabelecer limites no seu envolvimento durante a atuação);
d) distância profissional (o profissional intérprete e sua vida pessoal são separados);
e) fidelidade (a interpretação deve ser fiel, o intérprete não pode alterar a informação por querer ajudar ou ter opiniões a respeito de algum assunto, o objetivo da interpretação é passar o que realmente foi dito).
Ser fiel tanto em LIBRAS quanto no Português, quanto ao uso. Isto é, conhecer bem a ambas e usar a estrutura gramatical própria de cada uma. Não criar ou inventar sinais. Usar os sinais da comunidade surda local e perguntar se o nivel de interpretação está bom e claro para todos.
Espaço: o intérprete deve providenciar as adaptações necessárias no espaço para que a percepção visual seja adequada. 





Laboratório didático de ciências para surdos(LaDiCS)

Palestrantes:
Ms Flavio Eduardo Pinto da Silva
Mestre em Quimica Biológica pelo Instituto de Bioquímica Médica.
Doutorando em Educação - UFRJ. Especializado no Ensino de Ciências para Surdo.

Lorena Assis Emidio
Pedagoga – Instituto Superior Bilíngüe de Educação
Professora do Laboratório Didático de Ciências para Surdos (LADICS) – IBQM/UFRJ.

Mediadora: Profª Regina Célia do N. de Almeida – INES/RJ


Práticas pedagógicas no serviço de educação fundamental noturno do INES - SEFN 
Palestrante:
Ms Marise Porto Gomes 
Mestre em Educação pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro– UNIRIO.
Professora especialista do INES.
Professora Docente II da Secretaria de Educação e Cultura/RJ.

Lucimar Pimentel dos Santos
Assistente Educacional em Libras do – SEFN/INES.

Mediadora:Profª Vera Lucia Emilião Pinto – INES/RJ


Oficina de leitura para alunos Surdos

Palestrantes:
Geise de Moura Freitas
Professora da Oficina de Leitura do Serviço de Educação Fundamental - SEF1/INES.
Mestranda em Educação pela UFRJ.

Aline Gomes da Silva
Especialista em Surdez e Letramento para Séries Iniciais e EJA -INES/ ISERJ.
Professora Substituta da Oficina de Leitura - SEF1/INES.

Aulio Ribeiro da Nóbrega
Assistente Educacional em Libras da Oficina de Leitura - SEF1/INES.

Leandro Elis Rodrigues
Assistente Educacional em Libras da Oficina de Leitura - SEF1/INES.

Mediadora: Profª Alessandra Gomes da Silva – INES/RJ


O trabalho pedagógico com surdos Usuários de implante coclear
Palestrante:
Duanne Antunes Bonfim
Pedagogo. Especialista em Língua Brasileira de Sinais pelo Instituto Superior de Educação e Cultura Ulysses Boyd.
Professor/Intérprete de LIBRAS.
Coordenador da CAFES - Centro de Atendimento, Formação e Estudos Surdos/MG.

Presidente: Fgª Mônica Campello – INES/RJ


Espaço de ciências do serviço de educação fundamental 1º segmento do INES - Espcie1

Palestrantes:
Ms Ana Claudia da Fonseca Flores
Mestre em Ensino de Ciências da Saúde e do Meio Ambiente – UNIPLI.
Especialista em Alfabetização: atualizações e implicações – UFF.
Professora do Espaço de Ciências – SEF1/INES.

Ana Claudia Maciel Salgado
Especialista em Educação de Surdos – UFRJ.
Professora do Espaço de Ciências – SEF1/INES.

Roberta Gomes
Licenciada em Letras/Libras pela UFSC e em Pedagogia pelo INES.
Assistente Educacional em Libras do Espaço de Ciências – SEF1/INES.

Mediadora: Profª Maria de Fátima Ferrari – INES/RJ


Oficina de matemática para alunos Surdos do serviço de educação Fundamental i do ines – SEF1

Palestrantes:
Silene Pereira Madalena
Especialista em Psicopedagogia.

Manoela do Vale de Oliveira
Especialista em Novas Tecnologias no Ensino da Matemática.
Professora de Matemática do Ensino Fundamental II, Ensino Médio e da Oficina de Matemática - SEF1/INES.

Cátia Vieira Nunes
Assistente Educacional em Libras da Oficina de Matemática SEF1/INES.

Mediadora: Profª Maria Dolores Coutinho – INES/RJ
.: Instituto Nacional de Educação de Surdos - Fórum 2011 :.




Acontece nos dias 15, 16 e 17 em Campo Grande, o 1° Encontro de Famílias Bilíngues e Amigos de Surdos de Mato Grosso do Sul. O evento tem o objetivo de capacitar familiares e profissionais que trabalham com surdo e promover a troca de experiência entre os mesmos. O encontro comemora também os 25 anos de criação do Centro Estadual de Atendimento ao Deficiente da Audiocomunicação (CEADA), vinculado à Secretaria de Estado de Educação (SED) que tem o objetivo de oferecer atendimento educacional especializado para pessoas com surdez de grau profundo.
O encontro é promovido pela SED, Secretaria Municipal de Educação (Semed), Centro de Atendimento às Pessoas com Surdez (CAS), Ceada e tem o apoio da 1° Igreja Batista e a Igreja Presbiteriana e Pastoral dos Surdos Católicos de Campo Grande. Com duração de três dias, o evento inédito no Mato Grosso do Sul, conta com palestras e capacitações de profissionais do Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul que trabalham com a deficiência auditiva em diversos segmentos.
Entre os temas a serem abordados estão: “A importância do Bilinguismo no Ambiente Familiar”; “Surdez, Paralisia Cerebral – desafios e possibilidades”; “Libras Cultura e Lazer no Museu Dom Bosco” e “A importância da comunicação dos pais com os filhos surdos”. No evento também haverá apresentações culturais, almoço e brincadeiras com o intuito de aproximar os participantes e familiares.
De acordo com a coordenadora de Educação Especial da SED, Vera Carbonari, além do 1° encontro ser um incentivo para o esclarecimento e maior conhecimento do público sobre os deficientes auditivos, o evento traz momentos para reflexão dos profissionais que atuam com os alunos surdos e dos familiares que convivem diariamente com eles e muitas vezes não possuem libras para se comunicar.
“A comunicação entre os integrantes das famílias através de libras é fundamental para a efetivação do diálogo entre ambos, proporcionando o pleno desenvolvimento cognitivo e lingüístico, oferecendo ainda apoio educacional, emocional e afetivo à pessoa surda. A sociedade por ser maioria ouvinte, discrimina os surdos por ser diferente e a família apresenta resistência e preconceitos, por falta de conhecimento”, explica Vera.
O 1º Encontro de Famílias Bilíngues e Amigos de Surdos de Mato Grosso do Sul acontece neste fim de semana, na Igreja Batista Central localizada Rua 13 de Maio, 2.647, a partir das 7h30. Para quem quiser participar, as inscrições poderão ser feitas no Ceada ou através do e–mail: familiasbilinguesdesurdos@yahoo.com.br


Dicionário de Libras

Site com informações e ferramentas diversas para colaborar com a acessibilidade dos surdos.



Como prometemos, eu e Marcos participamos dos 10 anos de Reatech.
Ficamos impressionados diante de tanta tecnologia e informação  reunidos em um lugar só.

10 anos de pura tecnologia,informação e serviço!

A feira também reúne amigos!


O Seli este ano teve  uma participação importantíssima na feira! Há 9 anos trabalhando na área educacional com Educação Infantil, Fundamental e  Ensino Médio,  agora o Seli ganha parceria com a Uninter  com o curso de Pós Graduação em Libras! 
E para alegria de todos, o ano que vem estaremos lá !!Ebaaa!!!







Pessoinhas, a Editora Arara Azul está disponibilizando um material bom para ser baixado! vale a pena!
Confira no site: 


GESSER, Audrei. LIBRAS? Que língua é essa? Crenças e preconceitos em torno da língua de sinais e da realidade surda. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.
Ainda é preciso insistir no fato de que a libras é língua? Desde a década de 1960, ela recebeu o status linguístico, e, ainda hoje, passados quase cinquenta anos, continuamos a afirmar e reafirmar essa legitimidade. O objetivo deste livro é pensar algumas questões relativas à surdez, num momento oportuno e particularmente pertinente, quando decisões políticas têm propiciado um olhar diferenciado para as minorias linguísticas no Brasil. Os discursos sobre o surdo, a língua de sinais e a surdez "abrem-se" para dois mundos desconhecidos entre si: o do surdo em relação ao mundo ouvinte e o do ouvinte em relação ao mundo surdo. O leitor encontrará aqui um ponto de partida para repensar algumas crenças, práticas e posturas à luz das transformações que marcam a área da surdez na atualidade. O que se espera é poder chegar a um novo olhar, a uma nova forma de narrar a(s) realidade(s) surda(s). Dada a amplitude das preocupações aqui delineadas, o livro pode alcançar diferentes públicos: surdos, ouvintes, leigos, profissionais da surdez, estudantes, professores ou simplesmente curiosos.



SENAC PENHA
Pessoinhas, o Senac está com uma programação especial na área de educação especial!Faça sua inscrição antecipada!
Programação


A Humanização no Espaço Escolar
Data e horário: 
30/04/2011 das 9 às 12 horas
Preço: 
Doação de 1kg de alimento
  inscreva-se
Incluir X Excluir
Data e horário: 
28/05/2011 das 9 às 12 horas
Preço: 
Doação de 1kg de alimento
  inscreva-se
Dificuldades de Aprendizagem: Hiperatividade e Dislexia
Data e horário: 
02/07/2011 das 9 às 12 horas
Preço: 
Doação de 1kg de alimento
  inscreva-se
I Fórum da Sala de Educadores: Inclusão para Todos
Data e horário: 
27/08/2011 das 9 às 12 horas
Preço: 
Doação de 1kg de alimento
  inscreva-se
A Legislação a favor da Inclusão
Data e horário: 
24/09/2011 das 9 às 12 horas
Preço: 
Doação de 1kg de alimento
  inscreva-se
O Desafio da Inclusão Digital
Data e horário: 
29/10/2011 das 9 às 12 horas
Preço: 
Doação de 1kg de alimento
  inscreva-se
Inclusão pelo Esporte: Atletas das Paraolimpiadas em Busca dos Sonhos
Data e horário: 
26/11/2011 das 9 às 12 horas
Preço: 
Doação de 1kg de alimento
  inscreva-se



Pessoinhas, eu e o Marcos estaremos na Reatech, no sábado,  no período  da manhã, no stand do Seli.Venha nos visitar. Beijos


Eu e Miriam, estamos felizes , pois  cada vez mais as pessoas estão com interesse em aprender Libras.Sabemos que mesmo em meio ao cansaço e a  distância, pessoas se dispõem a dedicar o seu tempo para aprender essa língua tão maravilhosa.
E pra vocês meus amores...uma foto!





Pessoinhas, o CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil) está exibindo o Cinema Nacional Legendado e Audiodescrito.O CCBB dá continuidade ao programa regular Cinema Nacional Legendado e Audiodescrito, que exibe uma seleção de filmes brasileiros com legenda oculta, dirigido especialmente ao deficiente auditivo e ao deficiente visual, mas também é aberto a todo o público!
Ao final de cada sessão, um crítico da área faz um pequeno debate e reflexões a respeito do filme. E o melhor...tem intérprete!!!!!
Eu e Marcos levamos nosso lindos  alunos do Seli para assistir o filme “ É proibido proibir” e ainda ver a exposição sobre o Islã! Eles amaram!
Mas a surpresa maior foi que o CCBB tinha uma monitora surda, o que enriqueceu o nosso passeio cultural! Aproveitamos  a simpatia da monitora e fizemos um vídeo, vale a pena conferir!
Boa diversão!!!!











Tecnologia do Blogger.