twitter


Logo Reatech

Logo Personagens




Universidade Federal de Santa Catarina
A Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, através da Comissão Permanente do Vestibular - COPERVE, declara que estarão abertas no período de 01/03/2011 até as 23h59min do dia 31/03/2011 (observado o Horário Oficial de Brasília), as inscrições para a quinta edição do Exame Nacional para Certificação de Proficiência no uso e no ensino da Libras e para Certificação de Proficiência na tradução e interpretação da Libras/Português/Libras, denominado PROLIBRAS 2010, conforme Decreto 5626/05 que regulamenta a Lei nº 10436 de 24 de abril de 2002. 
Maiores informações no site: http://www.prolibras.ufsc.br


Críticas e sugestões.....


librasumnovoolhar@gmail.com
Beijos



Val é aquela pessoa que você conhece e logo se torna amiga.Foi o que aconteceu comigo .  Parabéns pelo seu Blog Val e obrigado por dividí-lo comigo .  



Pessoinhas, quero dizer que a partir de hoje, o meu blog não é mais meu.....Snif snif.....!!!
Ele agora será dividido com o professor Marcos Galhardo!!!!Ebaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!
O Marcos é Biólogo,é amante da Libras, é  professor no Instituto Seli, pós graduando em Libras  e acima de tudo é meu amigo! 
Marcos irá contribuir com matérias sobre o mundo da inclusão e sobre as vivências do mundo da surdez!
Seja bem vindo meu amor.....



Pessoinhas, estou muito feliz!!!! 
Meus alunos do Instituto Seli, conseguiram prestar o vestibular e passaram!!!!
Alguns irão fazer Arquitetura, outros Designer e outros Direito! 
Estou muito feliz!!!!!!!!Parabéns professores e alunos.Iupiii!!




Pessoinhas, tive uma ideia muito legal, todo mês eu irei postar a história de vida de uma personalidade que faz referência ao mundo da inclusão.! Aceito sugestões! Beijos


Ah meu e-mail é: valpimentinha@gmail.com


O secretário municipal de Educação de São Paulo, Alexandre Schneider, afirmou anteontem que "a formação inicial dos alunos surdos deve ser em escolas especiais". A declaração foi feita no perfil do secretário no microblog Twitter.
Schneider escreveu em sua página que o ideal seria que esses alunos estivessem em classes regulares, "mas a aquisição da linguagem por um aluno surdo é diferente" e o correto seria uma "abordagem diferente no período inicial".
A recomendação para que pessoas com deficiências sejam educadas na rede regular de ensino está prevista na Lei de Diretrizes e Bases da Educação, de 1996. O Brasil também é signatário de uma declaração internacional que selou o compromisso de garantir acesso à educação inclusiva até 2010.
"É óbvio que o melhor é incluir de uma vez, mas o surdo, quando chega à escola, muitas vezes não tem a nossa língua e nem a de sinais. Nos anos de alfabetização é importante que ele tenha um cuidado diferenciado que, infelizmente, pode não ser possível no ensino regular", afirmou o secretário ao Estado.
Segundo Schneider, o apoio não consiste em colocar intérprete em salas de aula com mais de 30 alunos. "O surdo precisa ser alfabetizado antes para entender o intérprete. As escolas regulares têm de ter salas de apoio ou devemos manter algumas escolas especiais."
Para Mônica Amoroso, diretora da Escola Hellen Keller, o secretário está certo. "Devemos promover a aquisição da língua primeiro, deixando que a criança surda se fortaleça em conhecimento de mundo e preserve sua autoestima."

Tecnologia do Blogger.