twitter





Um estudo do caso: O Interlocutor de LIBRAS

Por: Vanda aparecida de Goes


Quem é o interlocutor? Ou melhor, á que se designa essa profissão? Muito se ouviu falar do intérprete de Libras, mas subtende-se que essa nomenclatura abrange uma dimensão peculiarmente predisposta á muitos campos e sem procedentes, porque quando falamos em intérprete estamos o correlacionando ao tradutor que tem que para desempenhar seu papel ser fluente em pelo menos duas línguas: A sua de origem e a que vai interpretar ou seja traduzir. Já o interlocutor não há necessidade em ser um exime-no professor de letras com um acervo lexical estupendo e, em contra partida ter uma nata proficiência em LIBRAS, na verdade esse seria o perfil ideal para atender a demanda, mas, devido a falta de profissional habilitados, criou-se o interlocutor, que é um professor passível e flexível de ensinar e aprender , que primordialmente procurar atender as necessidades de seu discente e estar pronto a se capacitar e oferecer o melhor que puder. O aluno surdo não é do professor interlocutor e sim aluno da escola em qual está matriculado e, por conseguinte aluno do professor regente da qual lhe foi atribuído aulas. O papel do interlocutor de Libras é apenas mediar à comunicação e os conteúdos ministrados pelo professor regente habilitado na disciplina em que o professor interlocutor de LIBRAS está mediando. Cabe ao professor regente repassar informações pertinentes dos conteúdos disciplinares a "todos os alunos", deixo frisado esse jogo de palavras porque muitos professores pensam que o aluno surdo é um problema do interlocutor e muitos nem se dão o trabalho de vir saber se o aluno está entendendo a matéria, já que o seu "problema" está resolvido.Em muitas das vezes o próprio professor interlocutor não sabendo qual é o seu papel, percebendo que seu aluno surdo já em séries avançadas não possui letramento e é um mero copista e também não possui libras suficiente para uma boa comunicação, passa a ser o salva vidas da situação , o próprio anjo que DEUS designou para equilibrar a balança da desigualdade. E esse pobre e infeliz desconhecido da Constituição que exprime o direito de igualdade e dos direitos humanos passa a ser o ministrante de todas disciplinas , inclusive professor de educação de séries iniciais, passa a ser aluno assíduo aos conteúdo exposto em cada aula , o primeiro da sala. O mais aplicado, o mais compenetrado , quando não em contra partida retira esse aluno que chegou até aonde está devido a Leis que garantam sua inclusão , mas , infelizmente não da subsídios, para fazer um contra turno: Alfabetizar em português....Nossa,quanto descaso , quanta discrepância em relação ao meu nobre amigo ou amiga que se tornou o salvador da pátria e que nem ele nem ninguém sabe qual sua verdadeira função. Eu escuto muito falarem:- Se o aluno não atinge será que a culpa não cairá nas minhas costas? Ou ainda: ? Se eu estou lá eu quero fazer o melhor! Nem que para isso eu precise começar do zero...
Segundo a o decreto do qual nomeia o professor Interlocutor Lei 2006 de um artigo e asterisco que não vou abordar por não ter relação com o estudo do caso em questão e quem quiser possuo mais artigos que possuem abordagem nessa dialética (estejam a vontade).Quero parafrasear ao meu querido leitor dois pontos importantíssimos;
1º: Cabe ao interlocutor possuir imparcialidade, flexibilidade e autonomia de transpor idéias pertinentes aos conteúdos utilizando em suas analogias, formas lexicais e estruturas que norteiam o assunto em questão, para que possua sentido em sua língua materna (L1) e seja internalizado pelo sujeito surdo. Lealdade em que se esta interpretando simultaneamente (agora cabe a nomeação da palavra intérprete). Não tendo responsabilidade ou pretensão de se impor ou dar informações de sua própria autoria. Cabe ainda ao sujeito que se dispõe a ser um interlocutor, a saber, o seu perfil desde a meia do pé ao seu pensamento (este nunca está incluído). O interlocutor precisa ser um pedagogo que esteja interado de todas as situações e condições de sua profissão. Cabe ao interlocutor de forma imprescindível ter o olhar pedagógico e analítico da sua postura e da postura de seu aluno em questão
2º O que não cabe ao professor Interlocutor: Alfabetizar, (esse é o trabalho da escola do matriculado disponibilizando após prévia sondagem de letramento do aluno surdo um professor de reforço ou da sala de recursos) porque é anticonstitucional retirar qualquer aluno de sua sala de aula para aula particular, sendo este matriculado em escola pública cabendo possíveis represálias em jurisdição maior, sendo passível de sérias represálias e exoneração de cargo. O professor interlocutor não precisa de prévios conhecimentos das disciplinas da grade curricular do aluno que está atendendo. O professor interlocutor apenas repassa em Libras informações ministrado em sala de aula não tendo por responsabilidade fazer com que o aluno aprenda e na dúvida do aluno ou na falta de entendimento cabe ao professor regular dar pronto atendimento. Nunca fazer trabalhos dos alunos e sim possibilitar e dar condições para que o aluno surdo os realize. Nunca opinar, criticar ou sugerir qualquer tipo de conteúdo ou desempenho a ser redigida pelo professor regular.
Com certeza eu deixo muitas reflexões e também muitas criticas, mas, o mais importante caro amigo ou amiga, é que somos os escritores dessa nova modalidade e teremos muito ainda o que questionar , muito o que aprender , trocar e reconstruir .Eu estou a disposição do futuro certo e incerto que temos pela frente e você? Posso contar com sua militância nessa jornada?Creio que sim não somos professores por estatus e sim por amor.Viva na todos que está ajudando a construir essa história de igualdade social , soberana e onipotente.

E ai? Deixe seu comentário se você gostou ou não.
Beijos sinalizados!





É SÓ CLICAR E BOA VIAGEM!

http://www.fotolibras.org/
http://www.acessobrasil.org.br/


SignWriting uma forma de ler e escrever sinais. Foi desenvolvida em 1974 por Valerie Sutton, uma dançarina, que havia, dois anos antes, desenvolvido a DanceWriting. Foi, então, na Dinamarca registada a primeira página de uma longa história: a criação de um sistema de escrita de línguas gestuais. Conforme os registos feitos pela Valerie Sutton na homepage do SignWriting, em 1974, a Universidade de Copenhaga solicitou a Sutton que registasse os gestos gravados em vídeo. As primeiras formas foram inspiradas no sistema escrito de danças. Em 1977, Dr. Judy Shepard-Kegl organizou o primeiro workshop sobre SignWriting hospedagem de site gratuito para a Sociedade de Lingüística de New England nos Estados Unidos, no MIT. Nesse mesmo ano, o primeiro grupo de surdos adultos a aprender o sistema foi um grupo do Teatro Nacional de Surdos em Connecticut. A primeira estória escrita em SignWriting foi publicada: Goldilocks and the three bears. Em 1978, as primeiras lições em vídeo foram editadas. Em 1979, Valerie Sutton trabalhou com uma equipe do Instituto Técnico Nacional para Surdos em Rochester prestando assistência na elaboração de uma série de livretos chamados The Techinical Signs Manual que usaram ilustrações em SignWriting.



Faça o Download aqui




Segue o link da Resolução SE 89, de 29-12-201 que dispõe sobre o processo anual de atribuição de classes e aulas ao pessoal docente do Quadro do Magistério / professor interlocutor.

http://www.udemo.org.br/2012/Destaques/Destaque12_0001_Res-SE-89-DOE.html


Para os meus visitantes que clamaram por atividades..aí estão!
Beijos sinalizados!



[08%255B2%255D.jpg]













Fonte pesquisada: trabalhos pedagógicos.blogspot.com







Oi galera, nas postagens mais antigas você irão encontrar links e materiais com atividades em LIBRAS!
Beijos




Pessoal, mais uma dica do nosso visitante Rogério da DDCL, um dicionário de sinais bíblicos.!Vale a pena conferir, segue o link:
http://www.surdosonline.com.br
Obrigada queridos visitantes por ajudarem a fazer o blog!
Beijos sinalizados






Pessoal, primeiramente gostaria de agradecer a todos pelas visitas e segundo tem bastante visitante querendo ter mais informações sobre a Cultura Surda, Identidade, dúvidas e ajuda  para trabalhos científicos.

Se vocsê puderem ajudar, o Leandro está fazendo um  TCC sobre inclusão social de surdos. Se alguém tiver algum amigo surdo para poder contribuir com a sua pesquisa,  é só enviar  um e-mail para :leandrosinhorelli@hotmail.com.

Já o Mateus está terminando a pós em LIBRAS  e o tema do seu  TCC é sobre  as dificuldades do surdo em tirar habilitação.Caso alguém  tenham algum material para ajudá-lo, segue o e-mail:
mateuscfc@yahoo.com.br 

Vamos colaborar galera!!
Beijos sinalizados!


A Cibele Camachi deixou esse link nos comentários e eu achei pertinente postar!
Obrigada Cibele.
Beijos sinalizados!




O SESC POMPEIA convida a todos para uma visita monitorada em libras na exposição Isaac Julien – Geopoéticas. Dias 01 e 02 de dezembro de 2012, às 11h e 15h. 

Para maiores informações e agendamento de grupos, entre em contato: cibelec@pompeia.sescsp.org.br

Confira e participe!

Sobre a exposição Isaac Julien – Geopoéticas, acesse: http://www.sescsp.org.br/sesc/revistas/subindex.cfm?Paramend=1&IDCategoria=7734



Pessoal, eu acho a leitura desse artigo pertinente.O tema é Inclusão de alunos surdos na escola regular. Texto escrito por  Maura Corcini Lopes  Eliana da Costa Pereira de Menezes



Segue o link para acessar. Boa Leitura!
http://www.ufpel.edu.br/fae/caduc/downloads/n36/03.pdf







No início de dezembro, dias 1, 2 e 3 (sábado, domingo e segunda-feira), acontece em todo o estado de São Paulo a 3ª Virada Inclusiva. Celebrando o “Dia Internacional da Pessoa com Deficiência”, comemorado oficialmente em 3 de dezembro, a Virada Inclusiva é uma realização da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, com participação e parceria com dezenas de instituições governamentais e não governamentais.
O intuito é garantir o pleno exercício da cidadania e a inclusão social de todas as pessoas, com e sem deficiência, como forma de intensificar os laços de igualdade de direitos, tendo como força motriz o desejo de uma sociedade verdadeiramente democrática e inclusiva.
Formado por uma série de manifestações que ocorrerão simultaneamente dentro do estado. Shows, oficinas, apresentações, mostras teatrais, exposições e uma série de expressões de arte, cultura, esporte e lazer serão a base da Virada. São 24 horas de diversão inclusiva e informação com participação plena de todos os cidadãos.
Os locais escolhidos e respectivos conteúdos deverão ter acessibilidade ambiental e de comunicação e devem reunir pessoas com e sem deficiência.
3ª Virada Inclusiva só é possível com a participação de todos! Os municípios e instituições que queiram aderir com propostas afins devem entrar em contato pelo telefone (11) 5212-3700 e falar com Elza Ambrósio, Flávia Vital ou Luiz Carlos Lopes.
Participe!
Maiores inforrmações pelo site: sescsp.or.br





Fonte: Facebook: SELI



Não poderia ser diferente! Muitas visitas, muito suor e muita satisfação! Parabéns alunos lindos!



 
 



Foi um dia maravilhoso em que debatemos  temas como : educação bilingue, Identidade, práticas pedagógicas ,dentre outras questões! Que venha o próximo!


E o Encontro que participamos em Porto Alegre na PUC/RS foi um sucesso. Estávamos mais nervosos por estarmos ao lado de grandes pesquisadores que foram citados em nosso trabalho, do que pela nossa presentação!
Valeu a pena! Foi maravilhoso!

 
 
 
 
 


Finalmente!!!!
Abertas as inscrições para o exame nacional do PROLIBRAS 2012...
“O Instituto Nacional de Educação de Surdos = INES, em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina UFSC, por meio da Comissão Permanente do Vestibular - COPERVE declara que estarão abertas, no período de 31/10/2012 a 05/12/2012, as inscrições para a Sexta Edição do Exame Nacional para Certificação de Proficiência no Ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e para Certificação de Proficiência na Tradução e Interpretação da Libras/Língua Portuguesa, denominado SEXTO PROLIBRAS, nos termos do Decreto no 5.626, de 22/12/2005 e da Portaria Normativa MEC Nº 20, de 07/10/2010.”
Inscrições no site da UFSC = http://www.prolibras.ufsc.br/
Vamos nos preparar!!! Comecem a estudar

Tecnologia do Blogger.