twitter



Dicas para Professores no atendimento com alunos que apresentam baixa visão e cegueira, para fazer da Sala de Aula um ambiente seguro e positivo

1.       Aprenda e entenda as capacidades visuais do aluno cego ou visão subnormal;

2.      Identifique as características visuais que aumentam as funções visuais do aluno (cores, contraste, tamanho);

3.      Coloque a carteira do aluno próximo a sua mesa, lousa e porta da sala de aula;

4.      Reduza iluminações distrativas;  coloque a carteira do aluno longe da fonte de luz e em lugar bem claro;

5.      Permita que o aluno troque de lugar, aumentando as oportunidades de ver e ouvir;  e assim, escolher qual lugar é melhor para ela (pergunte);

6.      Abra e feche a porta completamente ( uma porta meio aberta pode ser um obstáculo perigoso);

7.      Elimine barulhos desnecessários; não fale muito alto ( a dificuldade do aluno é na visão e não na audição), pois isso tende a aumentar o nível de barulho da sala de aula;

8.      Elimine confusões na sala de aula, circule pelos corredores, entre as carteiras, demonstre interesse pelo que estão fazendo;

9.      Coloque os materiais em locais determinados, de forma que os alunos saibam onde cada item em particular é, em geral, guardado ( comunique o aluno qualquer alteração);

10.   Mantenha as programações rotineiras para que o aluno saiba o que esperar no dia e na hora específicos;

11.     Oriente seus alunos usando seus primeiros nomes para obter sua atenção;

12.    Não saia da sala de aula sem avisar o aluno;

13.    Explique as regras implícitas e explícitas para conduzir a turma, dentro e fora da sala;

14.   Estimule os alunos com deficiências visuais a expressar suas necessidades visuais;

15.    Repita oralmente as informações escritas na lousa, projeção ou vídeo. Lembre-se de que ampliações nas imagens projetadas não são úteis para todos os alunos cegos ou com baixa visão;

16.   Prepare impressos ampliados ou em Braille ( solicite à professora da Sala de Recursos), quando propor atividade completares aos cadernos do aluno ampliados;

17.    Incentive o aluno a usar o “caderno do aluno ampliado” (enviado pelo CAPE), é recurso público destinado a ele;

18.   Grave em áudio as aulas, para que os alunos possam usar como apoio nos estudos em casa;

19.   Selecione atividades em cores brilhantes e contrastantes para os alunos que se beneficiam  desse recurso visual (amarelo sobre o roxo/ preto sobre laranja) e uso de canetas de ponta grossa;

20.  Procure o especialista na área da deficiência visual (professora da Sala de Recursos) ou a equipe da Diretoria da Educação Especial sempre que tiver dúvidas e mantenha suas expectativas altas.
Fonte: especialdeadamantina.wordpress.

2 comentários:

  1. A Caixa Cultural traz a exposição “Hercules Barsotti – Além do Olhar”, que tem versões táteis e tridimensionais. A exposição terá início no dia 21 e ficará aberta ao público até o dia 23/09, contando com 30 serigrafias do grande artista neoconcretista.
    Pela primeira vez cada obra exposta será acompanhada de sua representação em material tátil e tridimensional especialmente concebida para deficientes visuais.

    Além disso a mostra contará com catálogo gratuito com texto em Braille e reproduções das obras serigrafadas em alto relevo, audioguia, planta tátil do espaço expositivo, entre outros recursos de acessibilidade.

  1. Vou postar seu comentário..Beijosss

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.